Brainspotting

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Em que consiste?

 

 
É um método terapêutico não-verbal que permite avaliar, diagnosticar e intervir no trauma psicofisiológico.
Os grandes benefício deste tratamento são a reduzida verbalização e exposição por parte do paciente.
 
 
 
Terapia Brainspotting
 
 
 
 
 

O que é o Brainspotting?

 

 
BRAINSPOTTING (BSP) foi desenvolvido por David Grand, Ph.D, e é um método de neuroprocessamento baseado em Mindfulness e na sintonia relacional e neurológica que, através da posição ocular, identifica a área cerebral onde está registada a experiência. A teoria subjacente ao BSP reconhece e utiliza a capacidade de automonitorização e autorregulação do corpo e cérebro, permitindo o processamento de áreas (sistemas) em desequilíbrio. Pode ser utilizado simultaneamente como uma forma de diagnóstico e de intervenção, e o seu efeito pode ser intensificado pelo do uso de sons bilaterais. A técnica do Brainspotting (BSP) foi desenvolvida em 2003, consegue acessar memórias, sensações e emoções através do olhar.

O Brainspotting (BSP) é uma técnica “filha” de outra, que também utiliza os movimentos oculares como base para tratar as questões psicológicas: o EMDR (sigla em inglês para Dessensibilização e Reprogramação por Movimentos Oculares), que apoiou no tratamento dos traumas do 11 de Setembro. Contudo, há diferenças, enquanto o BSP trabalha com o olhar em um ponto fixo, o EMDR trabalha com movimentos oculares no sentido direita-esquerda. Estas são psicoterapias neurobiopsicológicas que visam a autorregulação fisiológica e emocional do ser humano.As terapias Brainspotting e EMDR são consideradas complementares.
 

Benefícios

 

 
O paciente não precisa de falar sobre o acontecimento que está na origem do trauma e o terapeuta intervém apenas para auxiliar o processo interno, podendo nem ter conhecimento sobre a experiência traumática em causa.
 

Indicações terapêuticas

 

 
Brainspotting é indicado em casos de depressão; ansiedade; medos exagerados e fobias; ataques de pânico; traumas e stress pós-traumático; trauma psicoemocional, sexual, perinatal, pós-parto, transgeracional e desportivo; traumas resultantes de intervenções e tratamentos médicos; abusos sexuais; violação; assaltos; violência doméstica; sexual, obstétrica e testemunha de violência; burnout; bullying, acidentes de viação e de outros transportes; sequelas de guerra; desastres naturais; vítimas de crimes violentos; luto e perdas; preparação e recuperação de intervenções cirúrgicas; perturbações do sono; bloqueios de desempenho desportivo ou criativo; etc.
 

Mais informações

 

 

EMDR em Sexologia Clínica

 

Abuso sexual, Violação e Violência doméstica

 
Terapeuta Certificada pela EMDR-Europa e EMDR-Portugal
Para mais informações clique no link abaixo
emdrportugal.pt/terapeutas
 

Terapia Sexual

 
Consultas privadas de sexologia na Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica
Para mais informações consulte o link abaixo e selecione o distrito do Porto
spsc.pt/consultas-privadas
 

Brainspotting

 
Saiba mais sobre esta terapia
Para mais informações consulte o link abaixo e selecione o distrito do Porto
brainspotting.com