Testemunhos

 
 

Formação


Participação na sessão de formação para os cuidadores de pessoas que sofreram traumatismo crânio encefálico, realizada no dia 18 de Maio, em Vila Nova de Gaia.
Novamente - Associação de Apoio aos Traumatizados Crânio Encefálicos

Ver carta de agradecimento

Sexologia/Terapia Sexual


"Olá Dra Lígia,
Há cerca de um ano estive com o meu marido numa consulta consigo. Nessa altura a dra, emprestou-nos este livro…durante este tempo as coisas foram melhorando e este livro foi.nos muito útil.
Queremos desde já agradecer a sua ajuda nesta etapa da nossa vida. E pedimos desculpa pela demora ao enviar-lhe o livro.
Obrigada por tudo!"
Paciente com problemas na relação

EMDR: Relato psicoterapêutico


"Foi a minha primeira consulta, com a Dra. Lígia Catão e falamos de muita coisa, mas a principal foi o motivo que me levou a procurar uma consulta de terapia sexual, que foi o fato de ter tido uma história de abuso sexual na minha infância. Hoje, já adulta não sabia muito bem como lidar com a situação, sabia que o acontecido há muito anos atrás condicionava, de alguma forma, o meu comportamento de hoje, por isso queria entender melhor esse processo e resolve-lo. Fazer uma sessão de EMDR, foi … em primeiro lugar foi estranho dado que nunca tinha feito uma sessão de EMDR antes. Mas primeiro estranha-se e despois entranha-se…Afinal era simples, apenas precisava de um despertar para poder ver com olhos de ver o meu bloqueio, o que me impedia de seguir e sorrir para a vida…Tanta raiva, tanta zanga, com todo o mundo e principalmente comigo própria, tanta frustração, tanta falta de amor-próprio e afinal eu podia “ver”/perceber/entender que não era louca. Tudo tinha a sua explicação bem lá no fundo gravado dentro de mim! Agora eu podia entender tudo com clareza!!! As memórias que guardámos bem lá no fundo e que julgamos estarem bem fechadas dentro de uma gaveta, afinal são o espelho do que somos hoje! Embora de uma forma inconsciente para mim, todos esses sentimentos ruins guardados daquela experiência, faziam-me moldar o meu comportamento, faziam-me carregar um peso enorme dentro do peito e embora eu o sentisse não sabia de onde vinha, nem o motivo da sua existência!!! No fim da minha sessão a Dra. Lígia permitiu-me viver uma das minhas mais fantásticas experiências interiores. Com uma simples visualização do meu porto seguro. Eu finalmente integrei em mim adulta a minha pequena criança ferida e magoada! Eu sou eu, agora somos duas numa só!! Após a Sessão ….. Depois da nossa sessão de EMDR, e de volta para a minha realidade, comecei a reparar que os meus comportamentos estão lentamente a mudar. Sou mais firme e forte na minha relação com os outros, pois consigo responder mais rapidamente quando se metem comigo; não preciso de fugir tanto nem me esconder dos outros para que não me vejam! Sou mais independente! Sou eu, a adulta, e sei perfeitamente cuidar de mim não preciso de ser dependente de ninguém! Sou capaz de cuidar da minha criança interior. Eu sou eu, agora somos duas numa só! Somos mais fortes, ao integrarmo-nos, completámo-nos! E não preciso de continuar a correr à procura de atenções, mimos, carinhos, de ser a menina bonita de todos para ter alguma atenção. Não preciso mais disso! Preciso de viver e apreciar as coisas boas que a vida me oferece! Parece que adquiri um olhar novo sobre as coisas que me rodeiam! Tudo é bem mais belo. Sou mãe, afinal de contas não sou criança, sou crescida e até já sou mãe! Sou esposa e amante do meu marido! Sim, o meu corpo agora é o meu corpo! Posso tocar-lhe, senti-lo, aprecia-lo e claro partilhá-lo com o meu marido. A primeira ver que nos envolvemos sexualmente depois desta minha sessão foi como se fosse uma primeira vez para mim, com a vantagem da experiência e da ausência de medos e do desconhecido! Foi muito mais sensorial! Eu estava presente e a sentir um prazer enorme…. Por tudo isto sou imensamente grata à Dra. Lígia Catão!"
Paciente vítima de abuso sexual
"A Dra. Lígia Catão falou-me numa abordagem possível para me ajudar a resolver o meu problema, que seria o EMDR. Fazer uma sessão de EMDR, foi antes de mais muito estranho para mim. Racionalizando, tudo faz muita confusão de tão simples que parece e acabei em certos momentos por me sentir idiota!!! Mas a sessão foi decorrendo… cada vez escavando mais um pouco…cada vez explorando mais um pouco e mais a fundo…Lentamente fui percebendo de onde vinham determinados comportamentos que ao longo destes anos fui tendo sem os entender!!Não é nada fácil…ou melhor, durante a sessão de EMDR, é demasiado fácil de ver que até nos baralha. Ver e perceber como muitos dos meus comportamentos foram e são condicionados por um acontecimento menos bom pelo qual eu passei, é ao mesmo tempo assustador e libertador!Desapareceu aquela vontade louca de comer e de procurar tudo o que me satisfizesse, o que quer que fosse, pois eu não sabia bem o que era e o que me faltava! Já não como compulsivamente! Não preciso! Já não me castigo através da alimentação, ingerindo tudo e mais alguma coisa. Já não faz sentido para mim correr para comer um bolo e depois outro e depois um chocolate, para a seguir ir fazer uma sobremesa, para comer mais tarde!No fim da minha sessão a Dra. Lígia Catão permitiu-me viver uma das minhas mais fantásticas experiências interiores.Com uma simples visualização do meu porto seguro, onde eu costumo ir com frequência e encontro o meu animal de poder e a minha criança interior. Ao longo destes anos que já conheço este meu porto seguro nunca, mas nunca consegui falar ou tocar na minha criança interior. Nunca lhe vi o rosto! Nesse dia algo mágico aconteceu. Aproximamo-nos e de repente eramos uma só…eu finalmente integrei em mim adulta a minha pequena criança ferida e magoada! Foi tão bom de sentir…foi um sentimento tão bom….tão reconfortante…e de tanta paz…..Agora posso abrir os olhos e viver a minha vida, ver como ela é bela, sorrir, apreciar e agradecer!!"
Paciente com compulsão alimentar
"A melhor maneira de contar a minha experiência com o EMDR é literalmente, contá-la a alguém. Suponhamos então uma conversa com uma amiga que seria mais ao menos assim:
- Então, tas boa?

- Eu estou fantástica e tu?

- Eu estou bem. Fantástica?!

- Então porque?

- Sabes que eu estou a fazer tratamentos de fertilidade, certo?

- Certo.

- As três por quatro, antes de começar os tratamentos propriamente ditos, percebi que estava aterrada de medo. Não com medo de engravidar, não com medo de não engravidar, mas com um medo terrível de voltar a ter um aborto. Então decidi procurar ajuda e encontrei uma psicóloga, a Dra. Lígia Catão, que trabalhava com infertilidade, terapia sexual e coisas afins e marquei uma consulta.

Na 1º consulta fizemos o meu historial e ela aconselhou-me fazer EMDR.

- e. m. d. quê?

- EMDR Eye Movement Desensitization and Reprocessing. Basicamente é assim, falas ou focas-te naquilo que te provoca ou provocou dor, medo, um acontecimento traumático, o que for… e olhas para uma barrinha de luz que vai piscando ora a direita ora a esquerda. No meu caso, foram os abortos. E enquanto a luz vai mudando de sítio tu vais acompanhado o movimento com os olhos e vais-te sentindo a ficar mais apaziguada, bocejas, arrotas… e vais fazendo aquilo, por camadas, até chegar aquela altura em que pergunta, de 0 a 10 quanto é que o assunto x incomoda. Até chegar ao 0.

- A serio, bocejos?

- Bocejos, arrotos, sensações na barriga, na garganta… que vais avaliando ate chegar ao 0. -

E funciona?

- Funciona e é altamente!!! Estou fã daquilo. É a psicoterapia com resultados mais rápidos que alguma vez fiz.

- Tanta alegria!!

- Juro é fantástico! A princípio é uma coisa que parece estranha mas digo-te, estou mais leve, mais alegre, sinto-me mais esticada, com as costas mais direitas. Mas acima de tudo sinto-me mais relaxada e poderosa. A minha experiencia com terapia de EMDR Eye Movement Desensitization and Reprocessing.

Feedback das consultas:

A 1º Consulta foi a mais intensa emocionalmente. Desconhecia o processo e estava um misto de tensão e curiosidade. Nessa noite dormi como uma pedra!

No fim da segunda consulta notei-me mais leve, como se lentamente estivesse a recuperar partes de mim que andavam em parte incerta!

Comecei a manter uma espécie de diário onde escrevia a caminho das consultas, que é como se segue: 3ª Consulta: Depois de experimentar o EMDR devo confessar que gostei. Acho que estas consultas me estão a fazer muito bem, sinto-me mais confiante, mais feliz por estar aqui, viva. Mais disponível para apreciar a vida e mais hábil na mobilização daquilo que quero/preciso. E também mais convicta de quando é preciso dizer não, isso não significa egoísmo, isso quer dizer que estou a aprender a respeitar-me, os meus sentimentos merecem-me respeito e atenção. Ainda estou a ganhar prática nisto!!!

4ª Consulta: Acho que a terapia esta a correr muito bem! Superou a minhas expectativas. Continuo com a sensação de que estou a recuperar partes de mim. E são partes boas, fortes, com energia e alegria de viver. Não sei até que ponto é que aquilo que realmente tinha perdido não era/foi alegria de viver. Sei e sinto que este trabalho é positivo e esta a ser muito bom pra mim.

Ao fim de 3 consultas a olhar para as luzes, a avaliar as minhas sensações físicas e deixar sair os bocejos todos a sensação que tenho é a seguinte: recuperei partes de mim, sinto-me mais leve, mais feliz, ando com as costas mais direitas e sinto-me poderosa. Nunca pensei que com 3 consultas fosse possível resolver o entulho emocional arrastava comigo!

Acho o EMDR fantástico! E já agora a Dra. Lígia Catão também. Sem a qual isto não tinha sido possível.

Obrigada."

Paciente em luto perinatal - infertilidade

Brainspotting


Sessão Brainspotting part 1 por Dra. Ligia Catão
Sessão de Brainspotting feedback final de sessão por Dra. Ligia Catão